Valle Nevado- Vale a pena se hospedar? Nossas impressões

dsc09598

Apesar de já ter estado em alguns lugares tradicionais de neve (como Ushuaia, Calafate e Bariloche), nunca tínhamos visto neve em quantidade suficiente para uma tentativa de esquiar/snowbordear.

Montando, nosso roteiro para o Chile, decidi que essa “falha” no nosso currículo viajeiro 😛 precisava ser sanada, e resolvi fazer uma viagem “esquizofrênica” e juntar a visita ao Deserto o passeio na Neve.

E foi MUITO legal.

Primeiro, como contei aqui, demos sorte de ter caído uma nevasca gigantesca antes da nossa chegada e, portanto, estarem as pistas em ótimas condições. Tinha mais de 2,5m de neve!!!

Tá entendendo agora?! :P :D
Tá entendendo agora?! 😛 😀

E segundo, porque tomamos a decisão muito acertada de abrir a guaiaca e ficarmos 3 noites hospedados no Valle Nevado (que acredito ser o período mínimo de pacote disponibilizado).

Optamos pelo hotel mais barato o Tres Puntas, mas que dá acesso a todas as áreas e eventos dos demais hotéis (com exceção, pelo que me lembro, de um restaurante, mas que não me fez falta e, se for o caso, pode ser comprado separado).

Entrada do Hotel :)
Entrada do Hotel 🙂

Tinha uma galera fazendo o passeio de bate e volta, mas, sinceramente, achei mega cansativo. A estrada para o Valle Nevado tem muitas curvas e, apesar de ser perto, a viagem é bem demorada, já que o motorista tem que ir com muita calma.

Aí, depois da viagem cansativa e enjoativa, você vai chegar na estação, encarar a fila para pegar os passes, guardar as coisas, trocar de roupa, alugar equipamento, fazer aula de esqui, pegar fila para comer… para um passeio que custa beeem caro. Não me pareceu valer a pena.

Degustação de Vinhos Chilenos no Hotel Valle Nevado
Degustação de Vinhos Chilenos no Hotel Valle Nevado

A grande diferença entre os 3 hotéis do Valle, pelo que vi, é a proximidade das pistas e talvez o tamanho e algumas amenidades nos quartos.  O Valle Nevado é o mais próximo, o Puerta del Sol o segundo mais próximo e o Tres Puntas é o mais “longe”. Mas esse longe é uma distância tão perfeitamente caminhável, achei eles tãããao próximos, e gostei tanto do Tres Puntas, que não vejo razão para pagar mais caro pelos demais, sinceramente.

As únicas observações que eu faria são para o fato de, nos Tres Puntas, as camas serem duas de solteiro, que eles juntam quando os hóspedes são um casal e forma aquele vinco no meio… se você quiser dormir de “conchinha” pode ser um problema 😀 ; e o banheiro, que, como 90% dos que já estive na América Latina, tem aquela bendita “banheira” dentro e cortina de plástico, o que deixa o box escuro. Mas nada que vai atrapalhar sua brincadeira.

No mais, nosso quarto tinha até sacada (ficamos no quarto 433) ! ❤ E o barulho da “Boate”, que fica no último andar, não nos incomodou, até porque a função termina cedo, já que o pessoal está lá para esquiar mesmo…

A sacada serviu de geladeira também!
A sacada serviu de geladeira também! 😛

As pistas ficam abertas até às 17h. Depois que a pista fecha rola um Après Sky, que nada mais é que um encontro do pessoal para tomar uma sopa e um chocolate quente. Funciona até 18h no bar do Hotel Puerta del Sol e está incluído na diária.

Fora isso, o sistema no Hotel é meia-pensão: café da manhã e jantar incluídos. Quando estivemos no Hotel (em 2015), era possível jantar tanto no restaurante do Tres Puntas, o Sur (que é a la carte), quanto no Mirador del Plomo, no sistema de buffet, sendo que esse restaurante fica no Puerta del Sol.  Para o jantar é preciso fazer reservas todos os dias pela manhã. A bebida (salvo do café da manhã) não está incluída.

wp_20150811_054
Jantinha no Sur… esta é a entrada! 😛

wp_20150811_061

A hospedagem inclui também o passe de ski, mas não o aluguel de equipamentos cujos valores, em 2015, eram os da tabela abaixo. As aulas de ski também tinham esses valores abaixo:

wp_20150814_007-1
Valores 2015

wp_20150814_003

Então somando tudo (hospedagem+passe de ski+alimentação+conforto+estrutura+ clima de montanha), me parece valer MUITO a pena ficar hospedado no Valle Nevado.

Esse ano não rolou de irmos esquiar 😦 mas, quem sabe em 2017? 😉 🙂

Dica esperta: Leve garrafas de água de Santiago para não ficar “refém” dos preços cobrados pelo Hotel. Como em toda prática de esporte, aliada à calefação do hotel, a sede é grande e levar um garrafão de 5 litros, ou várias garrafas menores, vai  fazer você economizar uns bons $$$. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s