Istambul- Turquia: O encontro de vários mundos

Mesquita Azul
Mesquita Azul

De todas as cidades que já tive oportunidade de conhecer, poucas me surpreenderam tanto quanto Istambul, na Turquia.

Embora não seja a Capital oficial do país (Ancara é a Capital), a sua localização geográfica privilegiada, explica o porquê foi tão cobiçada tanto por europeus, quanto por árabes: o “pequeno” estreito do Bósforo, que liga o Mar de Mármara ao Mar Negro era rota necessária de passagem de qualquer comerciante que quisesse fazer negócio com os dois mundos.

estreito-de-bosforo

Como resultado, Istambul virou uma cidade rica e cheia de história: nela você pode encontrar muralhas da época do império romano; fortalezas construídas pelos venezianos; mesquitas deslumbrantes; cisternas até pouco tempo desconhecidas; igrejas católicas e ortodoxas, palácio de sultões e haréns que funcionavam até meados de 1920 (!!!), tudo convivendo numa grande bagunça organizada.  🙂

A cidade e gigantesca. O censo oficial diz que a população ultrapassa a casa dos 14 milhões de habitantes. Contudo, os locais juram que são mais de 16 milhões de pessoas vivendo em Istambul, espalhados entre as partes Asiática e Européia da cidade.

753878_w2
Europa para um lado…Ásia para o outro! 🙂

Toda essa multiculturalidade e esse milhares de anos de história se refletem nos cidadãos da cidade: vi mulheres de burca, ao lado de mulheres vestidas de saia “curta” na rua; vi igrejas, que virou mesquitas, que virou museu; vi gente rezando para Mecca no meio da rua, assim, de boa. No Grande Bazar fiquei impressionada com a capacidade dos Turcos de “falarem” mil línguas: talvez reflexo dessa veia comerciante ainda tão viva.

Tipo isso: eu, André, a moça de burca, uns europeus lá atrás, e por aí vai...
Tipo isso: eu, André, a moça de burca, uns europeus lá atrás, e por aí vai…

Saindo da parte mais turística, vi crianças me olhando como ET, por estar andando por aquelas “bandas”. Vi gente fazendo churrasco no parque, com a criançada correndo em volta e a mulherada de burca naquele calorão.

Não que não existam conflitos: sim eles existem e aos montes, principalmente saindo da parte turística da cidade. Sim, eles ainda se surpreendem ao ver uma mulher pagando a conta do restaurante (o que me fez, inclusive, ganhar o apelido de “The Boss” dos garçons 😛 ). Sim, eles tem problemas políticos bem visíveis (quanto estivemos na cidade, houve um infeliz incidente em uma mina de carvão, que matou diversos turcos, o que deixou tudo ainda mais em evidência).

Mas vá de mente aberta, Istambul é uma cidade hospitaleira e vai te surpreender. 🙂

Estivemos na Turquia na segunda metade de maio de 2014.

Um comentário sobre “Istambul- Turquia: O encontro de vários mundos

  1. Pingback: Istambul- Onde ficar? Quanto tempo? Qual é a moeda? E mais dúvidas existenciais… | Carol na Web

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s