O resort nas Maldivas: Adaaran Select Meedhupparu e Prestige Water Villas

selectmeedhupparu-ariel-view2

Tendo como parâmetro aqueles pontos que listei no post sobre os resorts a minha escolha de hotel acabou recaindo no Hotel da rede Adaaran: o Adaaran Select Meedhupparu e Prestige Water Villas.

Não, não ficamos em dois hotéis diferentes durante a viagem, como o título do post possa parecer! 🙂

Acontece que embora fiquem na mesma Ilha, a administração do Hotel se divide em duas: O Adaaran Meedhupparu, que atende as hospedagens que não são sobre a água e o Addaran Prestige Water Villas, que são aquelas casinhas paradisíacas que estamos acostumados a ver em tudo que se refere às Maldivas! 😉

Por óbvio, as water villas são beeeem mais caras que os quartos em terra firme.  Como nosso orçamento ($$$) não permitia ficar todo o tempo da hospedagem nas Water Villas ,e como eu queria ter essa experiência nem que fosse uma noitezinha, resolvi dividir a viagem em dois momentos: ficamos 5 noites nas casinhas em terra firme, mas de frente para o mar, e 2 noites sobre a água, que é o período mínimo, com toda a mordomia do mundo.

Para fazer a reserva nesse esquema, é necessário entrar em dois sites diferentes, um de cada hotel, tomando o cuidado de só marcar o transfer aeroporto-hotel-aeroporto em um deles, já que você compra tudo direto com o hotel.

Passada a experiência, modificaria um pouco esse esquema, e teria feito um esforço para incluir uma noite a mais nas Water Villas.

DSC04741
Water Villas

Isso porque no quarto havia uma série de vouchers de passeios e atividades que podiam ser feitos e já incluídas no valor da hospedagem, como pesca esportiva e mergulho. Se somasse essas atividades, que nos outros tipos de hospedagem são pagas (entre 60 e 80 dólares por pessoa), no valor da diária da cabana em terra firme, sairia praticamente o mesmo valor da diária da Water Villas. 😉

Além disso, a hospedagem dá direito a uma massagem de 30 minutos para o casal e um jantar na praia. Você pode fazer essas programações também ficando em terra firme, mas paga a parte. Como queríamos aproveitar o quarto que é muuuuito legal, acabamos não fazendo algumas coisas…com um dia a mais, aproveitaríamos melhor.

O quarto das hospedagens na praia são excelentes e se você não tem o sonho, ou o dinheiro, para ficar nas cabanas em cima d’água, não vai ficar mal hospedado de jeito nenhum. O quarto é amplo, tem ar condicionado, cama confortável, além de manter duas garrafas de água mineral por dia para os clientes, além de chá e café solúvel. O banheiro também é amplo e tem dois chuveiros: um fechado e outro ao ar livre. Alguns quartos tem banheira também.

Quarto em terra
Quarto em terra

Dica quente 1!!! Após o tsunami de 2004, algumas ilhas fizeram uma espécie de barreira na areia, uma espécie de muro baixo, visando proteger os corais. Assim, emboras as casinhas fiquem na beira-mar naquele ponto você não terá acesso direto a praia, você terá que caminhar um pouco até terminar o muro, para daí encontrar a faixa de areia que dá direto ao mar. Quando chegamos no hotel o nosso quarto era nesse lado murado da ilha. Pedi para trocar, pois na reserva já tinha feito a ressalva , pois já sabia da existência do muro e não queria ficar nessa parte. Só foi possível no dia seguinte, quando então mudamos para uma casinha que dava direto para a praia. Perfect! 

DSCF0325
Mapa da Ilha…Do quartos 249 ao 315 não tem parede….do 101 ao 168 tb não 😉

A ilha é toda bem cuidada, com funcionários dando manutenção direto. Achei muito engraçado que eles varriam a ilha com uma certa frequência e dá até para conversar com os locais, que são bem receptivos. Ficaram muito desconfiados com o chimarrão! 😛

Beeem limpinho :)
Beeem limpinho 🙂

O spa do Hotel é excelente, com diversas massagens balinesas, inclusive em casal. Além disso, o lugar tem uma vibe muito boa. Se você gosta de massagem, guarde uma graninha para usar no spa. As massagens giram entorno de 120 dólares para duas pessoas, mas fique ligado que normalmente há “promoções” ($$$) depois do horário do almoço…as meninas ficam próximo ao restaurante oferecendo.

DSCF0218
Spa!!! 😀

DSCF0224

A comida do buffet é bem razoável e internacional. Ou seja, tem comida para todos os gostos, até uns pratos asiáticos diferentes. Senti  falta de mais variedades de frutos do mar, pelo lugar em sim, né?! :D.

Além disso, há bares espalhados pelas ilha, que servem snacks pagos a parte, mas a bebida é sempre free. Também há um restaurante de comida a la carte, mas não chegamos a experimentar.

Bar à beira-mar
Bar à beira-mar

Realmente não gostei dos cocktails dos bufftes, mas eu sou bem chata para esse tipo de bebida. Já o chopp servido, o Lion, número um do Sri Lanka, é bem tomável, não perde nada pros nossos Brahmas da vida:P 😀

No caso das Water Villas, o restaurante é servido à la carte e a comida também estava bem gostava. Por óbvio, a qualidade das bebidas alcóolicas servidas e drinks é MUITO superior…aí me arrisquei a tomar e não me arrependi… só a cerveja que continuava sendo a Lion pelo que me lembro! O frigobar do quarto é liberado e inclui até um champanhe (francês, por óbvio!)!  Além disso tinha uma máquina de café expresso só para você, o que na época achei muito chic! #dormecomessebarulho

DSC05161
Café da Manhã na riqueza! 😛

Não se esqueça que você está numa ilha praticamente no meio do nada, então a variedade de ingredientes não é grande. Nas Water Villas são praticamente os mesmos ingredientes do restaurante buffet, mas com um uma apresentação e forma de preparo mais sofisticada. NADA que atrapalhe a qualidade. O chefe, que era do Sri Lanka até veio conversar conosco, super simpático.

As Water Villas são um show a parte! O quarto é bem grande, com iluminação cênica, um banheiro completo e gigante também, além de uma banheira de hidromassagem na sacada e o famoso chão de vidro, em que você vê os peixinhos passando. A escadinha dá direto para o mar e fica, sem dúvida, na parte mais bonita da ilha. Tem até um “cardápio” de travesseiros, com várias opções, tipos e modelos, que eu nem sabia que existia! 😀 #adoro

Além disso, você tem um “mordomo” bem simpático, que funciona mais como um concierge…confesso que no início até pensei em dispensar essa coisa de mordomo, porque, realmente, não faz o meu estilo e acho até estranho….mas ele é mais uma pessoa que te ajuda organizar os passeios, organiza tua agenda, vê se está tudo bem e te dá dicas sobre o lugar. Mais um secretário simpático do que um mordomo…então foi bem legal!

DSC04865

<3

Dica quente 2! Se possível, leve snorkel e pé de pato de casa! Por mais que tenha a opção de alugar no hotel, se você usar muito tempo pode sair bem mais caro que um conjunto. No hotel tinha para vender, mas realmente era bem mais caro do que o normal. Mesma coisa vale para protetor solar!!! Leve muito! Por mais que você esteja acostumado com o sol tupiniquim, o entra e sai do mar, o sol escaldante e o suor podem ser sinônimos de uma queimadura séria. Realmente vi uns gringos MUITO queimados na praia, tipo muito meeeeesmo. 

O hotel conta ainda com um piscina de borda infinita, com um bar no meio, hidromassagens, um centro de massagem chinesa (não testei!) e algumas quadras de tênis, que pelo que vi, eram pouco utilizadas. Não reparei em estrutura de diversão para crianças, como parquinhos, por exemplo…se bem que o mar por si só já é um bom divertimento.

Piscina!!
Piscina!!

O único passeio pago que fizemos foi uma visita a ilha vizinha de Meedhu e conto melhor sobre ela no próximo post.

E o melhor ficou pro fim!!! Dica quente 3!!! Essa eu agradeço a um casal de brasileiros que encontramos! Não gaste seus “pilas” em passeios para visitar corais! Vá até o final do trapiche que fica na parte da frente do Hotel (onde pára os Barcos de vez em quando…na parte da ilha para qual fica virada as Water Villas 😉 ), procure a escadinha que fica a esquerda  mar a dentro e voilá ! ❤ ❤ ❤

A vida marinha das Maldivas está ali, a poucos metros da areia. Peixe de tudo o quanto é tipo, tartarugas marinhas, arraias e até tubarões (de recife, bonzinhos…não como os de Recife capital! 😀 ) estarão ali a sua inteira disposição e “dentro” do seu pacote all inclusive! Para isso que você veio cherry!!! Mãe Natureza sua linda! #megaempolgada  😀 

Fotos de baixo d'água são difíceis minha gente! :P
Fotos de baixo d’água são difíceis minha gente! 😛

Isso porque é nesse ponto que fica o “paredão” que divide a parte “rasa” da parte de mar profundo e ali está a maior concentração de corais e peixes e vida marinha! É simplesmente liiiindo!!! Nade sem medo de ser feliz! Medo só dá no início depois é só encantamento!  😛  Perguntei pro nosso “mordomo” e ele disse que a maioria dos corais é daquele tipo ali e que não encontraríamos nada muito diferente daquilo nos outros recifes… a não ser em mergulhos profundos. Então ficamos aproveitando o paraíso ali…pertinho de “casa” mesmo! Ps. Ao meio dia, com sol a pino, é quando fica mais bonito de se ver os corais. Só não esqueça, pelo amor de Deus, o filtro solar!  😛 

Me empolguei e o post ficou gigante! 🙂

Bjos gente!

 

6 comentários sobre “O resort nas Maldivas: Adaaran Select Meedhupparu e Prestige Water Villas

    1. Oi Letícia! Que bom que você está gostando! Espero que dê tudo certo nos teus planos. As Maldivas moram eternamente no meu coração! ❤ Depois volta aqui para contar como foi! 😉 Bjos

  1. Camila Fernandes

    Oi Carol, como vai? Estou querendo passar a lua de mel ano q vem nas Maldivas, queremos algo só para descansar da agitação de casamento é festa, estamos procurando opções em all inclusive, esse resort q vc ficou é all inclusive? Desde já agradeço! Um beijo!

    1. Oi Camila! Tudo bem! Esse resort é all inclusive sim (salvo bebidas mais caras e passeios, que são cobrados a parte). As Maldivas são um ótimo lugar para lua de mel. Vocês vão adorar. Beijos

  2. Oi Carol adorei suas dicas e sua energia…Quero ir às Maldivas comemorar bodas de prata( sempre foi meu sonho) e queria saber se realmente compensa o sistema “all inclusive”- pois me parece que as refeições são bem caras… e se você me indica mais dois resorts nesse quesito com bons preços e localização. Dizem que os atóis mais bonitos são os que vão em hidroavião, correto? Agradeceria suas dicas pois quero ir em 2018- janeiro ou julho. Aliás, a época entre outubro e março é melhor? Chove em julho? Muito obrigada.Beijo, Valéria.

    1. Oi Valéria!!!

      Que bom que vc está gostando!

      As Maldivas são um sonho mesmo!!! Você vai amar! Acho que vale bastante a pena o sistema all inclusive…primeiro porque você está numa ilha…se os valores forem muito caros, você não tem como fugir do hotel e ir comer em outro lugar 😀 Então, acho que você evita muito o estresse de ficar pensando na conta no final da estadia (ainda mais em dólar…você já sai conformada do Brasil 😛 ) …e pode usar esse dinheiro para aproveitar as massagens e os passeios! 😛 Quanto a outros resorts, esse foi o que “encaixou” no meu bolso e nos meus planos. Eu queria andar de hidroavião, para mim fazia parte da experiência, mas parece que há hotéis próximos à Capital, que se vai de lancha, que também tem atóis de cair o queixo. A temporada seca vai de novembro a abril…fomos em maio e pegamos só dois dias de chuva…mas nada que atrapalhasse. O ruim é que na época seca as diárias aumentam bastante. Não cheguei a pesquisar outros hotéis, mas a Fabi, do blog Loucos por Viagem retornou das Maldivas faz pouco, e ficou num hotel mais próximo à Capital e maior. Só não sei o sistema de alimentação dele, se era all inclusive ou não, mas pode te ajudar também. Volta depois pra contar da viagem! Beijos grandes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s