A política do blog: Sobre os fornecedores do Casório

Computaodr

Oi pessoal!!!

Estou super feliz com o monte de recados bacanas que tenho recebido aqui pelo blog. Uma das ideias ao criá-lo foi justamente essa: trocar experiências e conhecimento, ideias e aflições com noivas que pretendam casar não só em Floripa, mas no Brasil todo. Porque, como eu sempre digo para os fornecedores, “tô perguntando porque nunca casei”, “não sei porque nunca casei”…então aposto que eu não devo ser a única… 😛

E é dentro dessa ideia de colaboração que eu faço os posts sobre os fornecedores que eu vou topando no meio do caminho. Boa parte desses contatos se dão por e-mail, pois como todo mundo sabe eu moro em Porto Alegre. Alguns resultam de conversas pessoalmente, em escapadas que consigo dar até Floripa.

Todas as opiniões que eu expresso por aqui são estritamente pessoais. Derivam desses contatos, ou de impressões que tive pesquisando pela internet. Ou seja, a impressão que eu tenho, não necessariamente é a impressão que outra pessoa vai ter, até porque tem uma série de fatores que influenciam nesse quesito: humor, tempo, TPM…

Nenhum dos meus post até o momento foram patrocinados e no dia que isso vier a acontecer, se acontecer, não se preocupem que estará claramente indicado.

Todos os fornecedores que fechei até o momento foram fruto de indicações diversas e como o meu casamento ainda não aconteceu (maio de 2014 está chegando!!!), só vou saber se entrei numa tremenda furada ou não no dia que o serviço for de fato prestado, então torçam por mim! 🙂 Enquanto isso vou passando as minhas impressões por aqui e aceito todo tipo de dica e sugestão!

E para fechar o quesito fornecedor, minhas principais dicas para esse ponto continuam sendo as mesmas batidas: Pesquisem, pesquisem, pesquisem. Negociem, negociem, negociem. Deem preferência àqueles profissionais que lhes pareçam, como o nome diz, “profissionais”, mesmo que isso possa sair um pouco mais caro no início. Todas nós sabemos que o barato pode sair caro e ter um fornecedor furando no dia, ou não entregando aquilo que você quer, por mais cabeça fresca que você seja, pode estragar o seu casamento.

Não se assustem no primeiro “não”, não cedam a pressão do “tem que assinar, porque tem outra pessoa querendo”, a não ser que você tenha certeza de que é isso o que você quer e o profissional pareça ser sincero. Como já falei em diversos posts, o mercado que se criou em torno do casamento é muito cruel e quando você menos espera está inundada num mar de “tem que ter” (leia sobre isso aqui) e, consequentemente, num mar de dívidas. Ou então cede ao cansaço e “liga o botão do foda-se” (oooops…não sei dizer isso de forma mais educada! 😛 ) e pára de pesquisar, o que também pode ser um belo erro.

Ah! E outra dica importante. se você fechou o serviço é página virada! Não adianta ficar remoendo, pensando se não tem alguém melhor ou se você pagou caro ou barato (ok…essa é uma dica para mim mesma! 🙂 )

Feitos esses esclarecimentos, o blog segue e espero ter vocês aqui comigo por bastante tempo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s