A volta dos posts sobre casamento- E mais umas reflexões sobre o “tem que ter”

bolo 2Oi pessoal!

Faz tempo que eu não escrevo sobre casamento, mas confesso que, desde a saga do bolo (perdeu? vai aqui!) eu tinha dado uma desanimada nesse quesito. 😛

E como blog não serve só para ficar reclamando da vida, resolvi dar um tempo e postar algumas dicas de Porto Alegre que já fazia tempo queria compartilhar com vocês, enquanto eu dava uma relaxada mental… 🙂

Acho que toda a noiva deve passar por isso: o dinheiro acabando, o tempo passando e um monte de coisas que “tem que ter” que ainda não foi contratada. Aí quando as pessoas te dão um orçamento absurdo bate um desânimo: o tempo perdido no encontro com o fornecedor, a frustração de não conseguir fechar a contratação, o recomeço na busca de um novo fornecedor…

Depois da saga do valor do orçamento do bolo, ainda andei tendo mais uns sustos com o valor cobrado pelo vestido de noiva e custos com o cabelo e maquiagem, então não estava na clima! hehehehe

Aliás, sobre a questão do “tem que ter” já havia comentando aqui no blog, eu e o meu noivo estabelecemos uma regra metal-de-linguística: nenhuma frase pode começar com “tem que ter”.

Porque? Porque quando você entra na onda do “tem que ter” o casamento vira um estresse sem tamanho, se você não tem uma disponibilidade financeira do tamanho de um bonde.

Como a nossa amiga Kim Kardashian em seu primeiro casório :)
Como a nossa amiga Kim Kardashian e seus 3 vestidos em seu primeiro casório 🙂

Casamento virou moda e todo fornecedor sabe disso. Decidiram que você só casa uma vez na vida (aham, senta lá Cláudia!), ou pelo menos você tem essa expectativa quando está casando, então partem do pressuposto que você vai pagar o que for preciso para ter o casamento dos “sonhos”. E muitas vezes esse “sonho” incluem uma série de coisas que nem são tão relevantes assim…
dinheiro

Afinal de contas, ninguém lembra mais dos 3 vestidos de noiva (a não ser que você termine o casamento no mês seguinte), da coreografia, do bem-casado, do bolo, ou seja lá do que for, do que da felicidade dos noivos, do sentimento sincero que transparecia entre o casal, da festa ter a cara dos donos, essas coisas todas que podem parecer clichês mas que são reais! E aposto que deve ficar um tanto difícil conseguir essa “cara da felicidade” se você estará todo endividado no começo do casamento por causa da festa!

Tanto é verdade que há uma série de blogs espalhados na web que ajudam os noivinhos a resolver esses dilemas existenciais quando o assunto é orçamento do casamento. Um dos mais legais é o da Sammia, que eu acompanho desde o tempo que era escrito só por ela, nos preparativos do seu próprio casamento: o Casando sem Grana. Hoje o blog cresceu e tem um monte de meninas super queridas que ajudam a Sam e dão um mooonte de dicas para quem quer fazer um casamento econômico, com vários DIY.

Casando sem grana
Olha a porquinha linda das meninas! 🙂

Recomendo muito uma passadinha por lá!

Como vocês podem ver, agora voltei com todo o vapor e nos próximos dias vão ter posts novos sobre casamento. Me aguardem… 🙂

9 comentários sobre “A volta dos posts sobre casamento- E mais umas reflexões sobre o “tem que ter”

  1. Ana Bonini

    Carol querida adoro seu blog e dou mta risada com seus posts, tbm sou fã do Casando sem Grana !!! Te desejo toda sorte do mundo no seu casamento !!! Vou me casar em dezembro de 2015 também em Floripa (só falta achar o lugar da festa) mero detalhe hehehe… O seu blog tem me ajudado muito, mandei email pedindo orçamento para os mesmos hotéis e pousadas que você mandou e estou esperando respostas. Eu e meu noivo moramos a 3 anos em Vancouver no Canada não é fácil organizar um casamento de perto imagine só de tão longe … Gostaria de te pedir um favor … Se por algum motivo você não for postar aqui no blog os seus fornecedores e pessoas que estão te ajudando a realizar esse sonho vc poderia me mandar por email os lugares e profissionais que você contratou? (Ana_bonini88@hotmail.com)
    Muito obrigada e boa sorte pra nós!!!
    Beijos

    1. Oi Ana!

      Obrigada pelo carinho! Que bom que o blog está sendo útil! Se eu que moro em Porto Alegre tenho crises de ansiedade porque não posso ir a Floripa resolver as coisas, imagino você aí no Canadá! 😛 Pode deixar que vou colocando informações sobre os fornecedores que contrato por aqui…e outros que vou pesquisando pela internet também. Todos são fruto de indicações diversas (então haja feeling e oração para tudo dar certo) e não recebo nada para divulgar aqui pela blog. Qualquer dúvida que tiveres, só deixar um recadinho aqui que te respondo! Ah! E pretendo fazer uma listinha com todos os meus fornecedores mais pra frente, quando a maioria deles estiver fechado. Aí te mando por email tb! Bjos querida e boa sorte para nós! 🙂

  2. Pingback: A política do blog: Sobre os fornecedores do Casório | Carol na Web

  3. Pingback: Quanto custa um casamento? | Carol na Web

  4. Pingback: Quanto custa um casamento em Florianópolis? | Carol na Web

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s