Rivera/Uruguai: Comer, beber e comprar! :) – Parte 01- Comer e beber! :)

Praça que divide Rivera/UR de Santana do Livramento/BR
Praça que divide Rivera/UR de Santana do Livramento/BR

A algum tempo atrás comentei por aqui que a primeira cidade que conheci no exterior foi Rivera, cidade Uruguaia que faz fronteira com o Brasil.

Prometi que ia escrever sobre a cidade e como promessa é dívida, aproveitei o feriado do dia 20 de setembro (sim, 20 de setembro é feriado aqui no Rio Grande do Sul, comemoração da Revolução Farroupilha…o bloguitcho tb é cultura!!) e me “bandeei” para a fronteira, mais especificamente para uma fazenda, melhor lugar para comemorar um feriado bagual* destes! 🙂

Mas antes dei uma paradinha na cidade de Rivera para o que? Comer, beber e comprar!

Mas porque comprar, vc deve estar se perguntando…e a resposta é simples: Rivera é uma cidade tomada de freeshops! Eeeeeeeeee!!! Vamos aos esclarecimentos 🙂

Rivera fica a 500 kilômetros de distância de Porto Alegre e a economia da cidade gira entorno dos freeshops que existem na região, além da produção pecuária e agrícola.

Neles é possível comprar bebidas importadas (whisky, vinhos, espumantes, vodka e por aí vai), perfumes, maquiagens, shampoos, cremes, tênis, vestuário de marca, óculos, eletrônicos, charutos, comidas importadas, enfim, tudo o que você normalmente encontra em freeshops de aeroporto (e talvez mais!) espalhados em diversas lojas pela cidade.

A cidade faz fronteira seca com a cidade de Santana do Livramento (no lado brasileiro), ou seja, quando você vê, sem se dar conta está no Uruguai…sem burocracia, sem imigração. As cidades carinhosamente se denominam com a fronteira mais irmã do mundo e, de fato, o clima de paz está presente.

Um gaúcho e seu pônei, bem tranquilinho... :)
Um gaúcho e seu cavalo na divisa entre os dois países, bem tranquilinho… 🙂

Brasileiros e Uruguaios parecem conviver num agradável clima de harmonia, de dar inveja a maioria das fronteiras do mundo, muito embora os hermanos uruguaios reclamem da falta de tentativa dos brasileiros em falar espanhol (pô pessoal! vamos nos puxar! 🙂 )… Assim, o portunhol fica sendo a língua oficial da cidade e se você falar exclusivamente português a maioria das pessoas irá te entender.

Importante!!! Se a sua ideia é ir Uruguai à dentro, lembre-se de passar na imigração e realizar os procedimentos burocráticos! Caso contrário você estará ilegal no país… e estar ilegal num país, mesmo sendo o simpaticíssimo Uruguai, nunca é bacana, certo?  😉

Confesso que esse negócio de viajar com a única intenção de comprar não é lá muito a minha praia. Mas essa parte da fronteira entre o Brasil e o Uruguai é tudo de bom! Como diria um senhor que vi tomando uma ZIllertal* na rua dizer: Alguns vem para comprar, outros vem para comer e beber! 🙂

Isso porque o Uruguai é a terra da parrilla, onde todos os pedaços possíveis e imagináveis de uma vaca são deliciosamente assados em uma grelha ao fogo! E quando eu digo todos, é todos mesmos…no meu último almoço provei úbere assado por exemplo…e tem rins (riñones, no caso), chinchulín (intestino) e por aí vai… Mas se você é mais tradicional vá no asado de tiras, que é um corte da costela, que não tem erro! Entrecot, que é o filé da costela, também é outra ótima pedida…

Parrilla
Parrilla
Asado! :)
Matambre recheado e Asado de Tira! 🙂

Dessa vez, o nosso almoço foi no restaurante Don René, que fica em frente a praça que divide os dois países e é bem conhecido do pessoal que mora na região. O lugar é simples, mas a qualidade do asado é garantida! O asado de tira estava no meu ponto favorito (sapecado pelo lado de fora, e levemente avermelhado por dentro…) e o úbere, diz os entendidos , também estava muito bom… 🙂

O restaurante Don René bem escondidinho! :)
O restaurante Don René bem escondidinho! 🙂

Ah! E você vai reparar que é só sentar à mesa, que surge uma cesta de pãezinhos e bolachinhas (cubiertos) na sua frente com um molinho verde, repleto de ervas. É o famoso chimichurri, molho feito à base de salsa e azeite que é uma delícia! 🙂

Pão-e-Molho

O Uruguai também é famoso pela produção de leite! Assim, a manteiga e os queijos uruguaios também são deliciosos, e uma paradinha nas queijarias da cidade vai deixar o seu dia ainda mais feliz!

Agora se o seu negócio é doce, Rivera também não deixa a desejar: Doce de Leite, mousse de doce de leite, alfajor (espécie de bolinho com doce de leite), bocaditos (menos bolinho, mais doce de leite 😀 ) vão fazer a sua glicose subir! 🙂

:) :) :)
🙂 🙂 🙂

A minha marca favorita de doce de leite e a Conaprole e a de alfajor e bocaditos é a Punta Ballena, mas isso é apenas uma opinião pessoal…sugiro que você faça um graaaande esforço e prove todos, para escolher o seu favorito! 😉

Deu fome? 🙂

No próximo post vou dar umas dicas sobre as compritchas na cidade! Então se liga no blog!

Dúvidas, sugestões, contribuições, aos comentários! 🙂

Glossário:

*bagual: Divergências tradicionalista à parte, sou adepta da interpretação de que é bagual é aquele que é valente e ponto final. 😉

* Zillertal: cerveja Pilsen uruguaia. Bem gelada, para acompanhar o assado de tira! 😀

3 comentários sobre “Rivera/Uruguai: Comer, beber e comprar! :) – Parte 01- Comer e beber! :)

  1. Pingback: Rivera/Uruguai: Comer, beber e comprar! :) – Parte 02- Comprar! :) | Carol na Web

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s